Depois da grandiosa acção de luta promovida pela CNA em Braga, a 24 de Março, são diversas as iniciativas que estão a ser promovidas pelas filiadas da Confederação, de denúncia da situação difícil que vive a Agricultura Nacional.

São exemplo as que se realizaram em Porto de MósLouriçal, S. Mamede, Válega, Fundão a exposição entregue na delegação da Direcção Regional de Agricultura e Pescas, em Coimbra, pelos agricultores do Baixo Mondego e as que se anunciam como a Marcha Lenta de Tractores a realizar entre Montemor-o-Velho e Coimbra, a 29 de Abril.

O aumento dos preços das rações, da electricidade, do gasóleo, das sementes e de outros factores de produção, alguns registaram aumentos de 200 ou 300%, e a ausência de medidas urgentes por parte do Ministério da Agricultura que ajudem a fazer face a esta difícil situação estão a colocar os agricultores e as agricultoras à beira da ruptura, temendo-se o encerramento forçado de explorações e o abandono dos campos.

São justas as razões que levam os agricultores à rua e muito preocupante a situação em que está colocada a Soberania Alimentar Nacional.

Conheça a moção aprovada na Manifestação Nacional de dia 24 de Março:



22-04-2022
 

"Informar para Desenvolver + " Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática