O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), de acordo com o Plano Preliminar (2021-2026), é um amplo documento estratégico, onde estão plasmadas reformas estruturais fundamentais para assegurar a saída da crise pandémica e garantir um futuro resiliente para Portugal, segundo o Governo de Portugal.

O PRR beneficia de um envelope financeiro dividido em subvenções e em empréstimos, com o investimento centrado em três grandes áreas temáticas, condicionantes da União Europeia: resiliência, transição climática e transição digital. Cada uma delas é composta por diversas componentes, subdivididas em reformas que, por sua vez, são consubstanciadas através de projectos. 

Das reformas e investimentos a implementar no sector das florestas (C8.) destacam-se: 

- Transformação da paisagem dos territórios de floresta vulneráveis; 
- Reorganização do sistema de cadastro da propriedade rústica e do sistema de monitorização da ocupação do solo; 
- Prevenção e combate de fogos rurais; 
- Faixas de gestão de combustível – rede primária; 
- Meios de combate a incêndios rurais; 
- Programa MAIs Floresta – gestão e prevenção de riscos e reforço da capacidade dos agentes de protecção civil.
 
O Governo português colocou a versão preliminar e resumida do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) em consulta pública até dia 1 de Março, no qual estipula "19 componentes, que integram por sua vez 36 reformas e 77 investimentos". 


24-02-2021

"Melhorar a Informação, Promover o Futuro" Operação 2.1.4 Ações de Informação
Ficha de Projecto
©InforCNA 2017 - desenvolvido por Softimbra2, Agroinformática